5 de mai de 2014

SE NÃO AGORA, QUANDO?



Existe uma lenda que diz que as pessoas tem uma vida melhor quando elas ficam mais velhas. Mas será verdade? Quando somos crianças reconhecemos uma mentira quando a ouvimos. Então quando ficamos mais velhos estamos constantemente em torno de mentirosos. Pessoas que mentem sobre o que as deixam felizes. Mentem sobre o que elas querem. Mentem sobre a forma como elas se sentem. Mente sobre quem elas são. Mentem sobre quem elas amam. É engraçado que quando somos crianças conseguimos ver essas pessoas e ficamos longe delas. Então, você fica mais velho e se torna uma dessas pessoas.
Você se tornou tão comprometido e corrompido que você não sabe mais quem é você. Você se torna o que o mundo diz que uma pessoa deveria ser. Você está ao redor de outras pessoas que são assim também e essas pessoas precisam de você para ser como eles são, pra que elas se sintam seguras, se sintam normais. Todo mundo é corrupto. E você está em igualdade nas condições de desonestidade. É verdade, não é?
Mas nem tudo está perdido e há um caminho através disso tudo. Há pessoas que ainda são fiéis a si mesmas. Ou talvez elas foram honestas quando criança, perderam a ingenuidade e agora estão lutando para obtê-la de volta. Para voltar ao que elas eram antes e tentar viver honestamente com elas mesmas, com os sentimentos e o mundo ao redor. E isso é uma luta constante. Pra mim também é uma luta constante. Eu estou lutando para ter tudo na minha vida que eu quero. E não ter nada que eu não quero. Para dizer sim quando realmente quero dizer sim. Para dizer não, mas sem ser da boca pra fora.
Essa é a guerra que lutamos todos os dias. O mundo quer fazer você corrupto. O mundo quer fazer você acreditar que você pode encontrar a felicidade em um trabalho que você não gosta. O mundo quer que você acredite que você precisa de alguém em sua vida para que você não se sinta solitário, mesmo que essa pessoa seja a pessoa errada. Mesmo que essa pessoa não te ame inteiramente ou não quer você ou não gosta de você. Ou não gosta das coisas que você quer fazer ou quem você é, ou coisas que fazem você ser quem voce é. Porque disseram que é melhor estar com alguém do está sozinho. Mesmo se esse alguém seja a pessoa errada. Então, passamos a vida indo de pessoa errada para pessoa errada.
Uns dias atrás um conhecido meu morreu. Ele tinha 33 anos. Eu vou fazer 33 anos esse ano. Ele era músico, era artista, era lindo, era feliz e tinha muitos planos. Há menos de um més atrás teve aquele incidente em Santa Maria. Muito triste eu sei. E todos esses acontecimentos me fazem refletir no inevitável. Um dia eu vou morrer. Você também vai. E infelizmente isso pode acontecer em qualquer momento. Hoje. Amanhã. Daqui uns anos. É como diz Paul Bowles: “Nós pensamos que tudo é tão ilimitado. Não é sem limites meu amigo. Sua vida não é infinita. Sua vida é para ser vivida. E é pra viver exatamente do jeito que você quer viver. Conseguir as coisas que você deseja. Ir atrás”.
Alguns de nós somos mais afortunados do que outros porque podemos fazer nossas próprias escolhas. Nem todo mundo tem essa sorte. Nem todo mundo tem a liberdade de fazer o que queremos. Mas você é um sortudo, voce é livre, e a sua responsabilidade para com o resto do mundo é viver da melhor maneira possível que você puder. Por isso lembre-se “se não agora, quando?”

Retirado do Blog Ambiente Vistoriado

Nenhum comentário:

Postar um comentário